Para imprimir é necessário habilitar o pop-up Enviar a notícia por e-mail
Aumenta a fonte 
Aumenta a fonte 
Relações Exteriores
Aliança do Pacífico busca novos TLCs com países associados
16/03/2017 - 14h52

Brasília - A Aliança do Pacífico (AP) buscará novos tratados de Livre Comércio com a criação da figura do “país associado”, em evento realizado em Viña del Mar, no Chile, nesta segunda-feira, 13. O seminário “Diálogo de Alto Nível em Iniciativas de Integração na Ásia Pacífico: Desafios e Oportunidades”, contou com a presença de 15 delegações, incluídos Estados Unidos e Chile.

De acordo com o chanceler chileno, Heraldo Muñoz, “decidimos estabelecer esta figura com os países os quais gostaríamos de negociar tratados de livre comércio de alta qualidade, no curto prazo”. O apoio do México à decisão foi integral.

Neste caso, os países da AP poderão firmar novos acordos comerciais em conjunto, por exemplo, com a China, caso o país venha a ser um dos “associados”. Para a Aliança do Pacífico, é momento de aproveitar os cenários de incerteza em relação ao comércio mundial.

Muñoz revelou ainda que deverá realizar-se uma reunião com o MERCOSUL, no dia 7 de abril em Buenos Aires, para avançar-se nas negociações que tiveram impulso no ano passado.

Diante das medidas protecionistas anunciadas pelo governo norte-americano e o abandono pelos Estados Unidos de acordos como o Transpacífico e o NAFTA, a AP decidiu firmar posição a favor do livre comércio.