Para imprimir é necessário habilitar o pop-up Enviar a notícia por e-mail
Aumenta a fonte 
Aumenta a fonte 
Agenda
Brasil defende um Tratado Internacional para concretizar integração energética com a Bolívia
15/02/2017 - 15h37

Brasília - O embaixador do Brasil em La Paz, Raymundo Santos Rocha, defendeu nesta segunda-feira, 13, a assinatura de um Tratado Internacional para concretizar a integração energética com a Bolívia, na área hidroelétrica, e estabelecer os direitos e deveres de cada parte em futuros projetos.

De acordo com Santos Rocha, dada a magnitude do projeto hidroelétrico binacional que se pensa instalar sobre o Rio Madeira, que concretizará a integração energética entre ambos os países, é preciso firmar um Tratado Internacional para delimitar direitos, como aquele que o Brasil firmou com o Paraguai por Itaipu nos anos 70.

“O que acontece, quando há projetos muito grandes, há que se fazer um Tratado Internacional para dar direitos e deveres a cada parte, e é neste sentido que vamos avançar com a Bolívia no projeto de integração energética na área hidroelétrica”, explicou.

O embaixador brasileiro confirmou ainda que autoridades bolivianas do setor elétrico visitarão o Brasil nesta semana com o objetivo de afiançar os acordos energéticos.

Segundo Santos Rocha, “essa é uma demonstração clara de que as coisas estão avançando e mais à frente, organizaremos um encontro entre os presidentes Michel Temer e Evo Morales, para tratar do tema no nível mais alto”.

Em janeiro, o Banco de Desenvolvimento da América Latina – CAF, a Empresa de Eletricidade da Bolívia e a estatal brasileira Eletrobras lançaram uma licitação conjunta para a realização de um estudo hidroelétrico de identificação da Bacia do Rio Madeira.