Para imprimir é necessário habilitar o pop-up Enviar a notícia por e-mail
Aumenta a fonte 
Aumenta a fonte 
Mundo
México e Argentina buscarão impulsionar o livre comércio
14/02/2017 - 16h57

Brasília - Os governos do México e da Argentina decidiram trabalhar para impulsionar o livre comércio bilateral e para tanto, os chanceleres Luis Videgaray, e Susana Malcorra, se reuniram nesta segunda-feira, 13, na Cidade do México. Os dois concordaram em fortalecer as relações bilaterais e ampliar o livre comércio.

Além disso, trataram de temas de conjuntura internacional e como estreitar os vínculos bilaterais ante um cenário de incertezas e tendência de mais protecionismo. Malcorra participou nesta terça-feira, 14, das comemorações pelos 50 anos do Tratado de Tlatelolco, que criou a primeira zona livre de armas nucleares em uma região densamente povoada.

Os dois também aproveitaram para repassar os compromissos assumidos por México e Argentina por ocasião da visita de Estado realizada a Buenos Aires em 2016, pelo presidente Enrique Peña Nieto.

Videgaray e Malcorra reconheceram a importância das negociações comerciais em curso e de se avançar na conclusão de um acordo que permita aprofundar os vínculos bilaterais e ampliar o livre comércio, além de fomentar a relação econômica entre o MERCOSUL e a Aliança do Pacífico.

Para tanto, é provável que o presidente argentino, Mauricio Macri, viaje ao México ainda neste ano para concretizar essas negociações. Susana Malcorra também se reuniu com o Secretário de Economia do México, Ildefonso Guajardo, com quem tratou de uma maior aproximação entre MERCOSUL e a Aliança do Pacífico.

México e Argentina devem, primeiro, concluir as negociações em torno do Acordo de Complementação Econômica Número 6 (ACE 6), que busca um tratado de última geração adequado à realidade do entorno econômico atual. Em abril, em Buenos Aires, os dois países devem fechar um acordo em torno do tema.

A Argentina é o 4º parceiro comercial do México na América Latina e o Caribe e o 22º em nível mundial. Já o México é o 9º sócio comercial da Argentina. O comércio bilateral ascende aos US$ 2.3 bilhões.