Para imprimir é necessário habilitar o pop-up Enviar a notícia por e-mail
Aumenta a fonte 
Aumenta a fonte 
Relações Exteriores
Bolívia promove encontro internacional sobre trem bioceânico
02/02/2017 - 14h22

Brasília - Em março, o governo boliviano irá promover um encontro internacional para tratar da construção do Corredor Ferroviário Bioceânico Central e para tanto serão discutidos os acordos em negociação com Alemanha, Suíça, Paraguai e Peru. A ideia é que o encontro faça com que as negociações avancem e o projeto saia do papel.

O embaixador da Bolívia na Alemanha, Jorge Cárdenas, destacou a importância do encontro realizado nos últimos dias em Berlin e acredita que um acordo possa ser firmado na reunião de março em La Paz.

No dia 26, uma missão trinacional de autoridades da Bolívia, Paraguai e Peru, esteve na capital alemã para discutir o projeto com autoridades alemãs. Desde o ano passado a Alemanha tem manifestado interesse em investir na construção do trem bioceânico.

O vice-ministro de Transportes e Infraestrutura Digital da Alemanha, Rainer Bomba, manifestou o seu compromisso para buscar os investidores adequados e levar adiante o empreendimento, assim como instalar um escritório na região para concretizar o projeto.

À iniciativa se somou a Suíça. O ministro das Américas do Departamento Federal de Economia, Philippe G. Nell, revelou que o país tem interesse em financiar parte das obras.

O Corredor Ferroviário Bioceânico Central pretende unir o porto de Santos, no Brasil, com o porto de Ilo, no Peru, cortando parte do território boliviano, com o propósito de chegar aos mercados da China, Coreia, Índia e Japão.

A ferrovia terá 3.360 quilômetros e deverá estar pronta em 2023, segundo o presidente boliviano Evo Morales.