Para imprimir é necessário habilitar o pop-up Enviar a notícia por e-mail
Aumenta a fonte 
Aumenta a fonte 
Relações Exteriores
CEPAL expõe à CELAC sobre contexto complexo e os desafios para a região
26/01/2017 - 09h08

Marcelo Rech, especial da República Dominicana

Punta Cana - A Secretária-Executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alícia Bárcena, expôs na V Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), que concluiu nesta quarta-feira, 25, em Punta Cana, sobre o panorama econômico e social da região e detalhou os desafios que esta enfrenta para avançar em direção ao desenvolvimento sustentável que propõe a Agenda 2030 em meio a um contexto complexo.

“Ante a grande incerteza atual, avançar na integração regional é mais necessário que nunca”, assinalou. Bárcena reuniu-se com os chanceleres  e advogou pela promoção da diversificação produtiva sobre a base da revolução tecnológica e de incentivos vinculados à luta contra as mudanças climáticas.

Ela advertiu que a América Latina e o Caribe registram um baixo crescimento – a CEPAL calcula que em 2016 a economia se contraiu 1,1% e para 2017 projeta uma expansão de 1,3% -, provocado pela desaceleração do comércio, o escasso investimento físico, em capital humano e na pesquisa e desenvolvimento, e a persistência de vulnerabilidade extrema e de desequilíbrios estruturantes, como o estancamento na redução da pobreza – estimada em 29,2% para 2015 – e a limitada diversificação produtiva.

Para a CEPAL, a desigualdade também aumentou e hoje, oito pessoas possuem a riqueza equivalente a de 3,6 milhões de pessoas mais pobres, o que tem provocado o aumento da migração para as regiões mais desenvolvidas. Além disso, a revolução digital acentuou a concentração empresarial nos Estados Unidos e na Ásia.