Para imprimir é necessário habilitar o pop-up Enviar a notícia por e-mail
Aumenta a fonte 
Aumenta a fonte 
Defesa
Parlamento uruguaio analisará cooperação militar com a China
20/01/2017 - 15h16

Brasília - O governo uruguaio enviou para o Congresso do país um projeto de lei que pretende ratificar o acordo de cooperação militar firmado entre o Uruguai e a China, assinado na última viagem do presidente Tabaré Vázquez àquele país, no final do ano passado.

De acordo com a chancelaria uruguaia, o acordo bilateral contempla a cooperação científica, tecnológica e industrial para a Defesa entre os dois países. O tratado foi assinado em Pequim em 18 de outubro.

Segundo o governo uruguaio, “para impulsionar a compra, cessão ou doação de equipamentos, armamento, assessórios, peças, matéria-prima, assim como a transferência de tecnologia e informação, desenvolvimento de estudos, produção conjunta, intercâmbio de pessoal e serviços de apoio técnico e logístico em relação aos armamentos”.

Retificado pelo Congresso, o acordo terá vigência de cinco anos com possibilidade de prorrogação.