Para imprimir é necessário habilitar o pop-up Enviar a notícia por e-mail
Aumenta a fonte 
Aumenta a fonte 
Brasil
Bolívia vende dez mil doses de sêmen bovino ao Brasil
22/03/2017 - 16h30

Brasília - Em meio à crise desencadeada com a Operação Carne Franca, a Bolívia fechou a venda de dez mil doses de sêmen bovino para o Brasil. O negócio foi firmado por meio do centro de coleta de sêmen CETABOL e a fazenda Suasalito. De acordo com o proprietário, Osvaldo Monasterio, a exportação se concretizará em maio.

Trata-se de dez mil doses de sêmen dos bovinos Kassan e Indú e marcará a estreia a CETABOL na comercialização do produto ao mercado brasileiro. Nesta terça-feira, 21, Monasterio recebeu a ata por parte do ministro de Desenvolvimento Rural e Terras, César Cocarico, habilitando o Centro Tecnológico Agropecuário da Bolívia (CETABOL) para a exportação.

Osvaldo Monasterio recordou que há 20 anos, Suasalito participou de concurso em que o sêmen boliviano Huracán, saiu vencedor e passou a ser produzido no país. Cada sêmen custa entre US$ 7 e US$ 15, dependendo da qualidade do reprodutor.

Uma empresa brasileira que está comprando o sêmen se encarregará de distribuir as doses. De acordo com Monasterio, “Kassan e Indú são dois touros que foram premiados em diferentes feiras e já têm filhos que estão demonstrando grande potencial de produção de carne, o que faz com que se valorizem muito”.