Brasília, 11 de dezembro de 2018 - 06h00
China reforça presença na América Latina com cúpula empresarial

China reforça presença na América Latina com cúpula empresarial

11 de julho de 2018
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Brasília – A China deu, nesta terça-feira, 11, mais um passo para reforçar a sua presença na América Latina com o lançamento da XII Cúpula Empresarial, em Lima, Peru. O evento acontecerá nos dias 1º e 2 de dezembro na cidade de Zhuhai, província de Guangdong.

O governo chinês pretende, com este evento, afiançar a relação comercial com os países latino-americanos e caribenhos, além de elaborar de forma coerente uma agenda de desenvolvimento.

Participaram do lançamento da cúpula, o presidente da Associação de Exportadores do Peru (ADEX), Juan Varilias, o vice-ministro de Comércio Exterior, Edgar Vásquez, e o presidente da Câmara de Comércio Peruano – China, José Tam Pérez.

De acordo com Juan Varilias, o setor privado deve gerar as propostas para aproveitar melhor os acordos comerciais, entre eles o Tratado de Livre Comércio que o Peru firmou com a China e que é revisado periodicamente.

A nova estratégia de desenvolvimento da China não se limita a aspectos comerciais e prioriza a implementação de programas de colaboração com os países parceiros a fim de fazer funcionar novas capacidades produtivas, o que também acaba impactando positivamente nas exportações.

Na visão de Varilias, os empresários da região têm uma dupla responsabilidade no processo de integração com a China. Uma seria fortalecer a sua competitividade para diversificar a sua oferta; e participar ativamente no desenho de políticas que permitam adquirir novas capacidades produtivas.

O setor privado tem discutido como propor aos governantes latino-americanos e caribenhos, políticas setoriais e programas de cooperação que fomentem o investimento e o comércio. A percepção é que a região conta com uma grande riqueza natural que pode acrescentar muito à relação com a China, mas peca na falta de infraestrutura para conectar o próprio território de maneira competitiva.

Enquanto o setor privado se movimenta, os governos da região parecem não se entender. No âmbito do MERCOSUL, por exemplo, Argentina, Brasil e Paraguai querem a conclusão do acordo de livre comércio com a União Europeia, enquanto o Uruguai, que preside o bloco, defende uma negociação com a China.

Também parece inerte o diálogo China – CELAC, apesar do anúncio, feito em 2015, de que a China iria aportar, durante uma década, o equivalente a US$ 250 bilhões em projetos de infraestrutura na região.

Assuntos estratégicos

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...