Brasília, 24 de agosto de 2019 - 05h35
Brasil e Paraguai discutem acordo automobilístico

Brasil e Paraguai discutem acordo automobilístico

05 de julho de 2019 - 15:09:18
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – O Brasil discute a assinatura de um acordo sobre tarifas para autopeças com certificado de origem do Paraguai. Para tanto, o Embaixador do país vizinho, Hugo Saguier, reuniu-se com diplomatas brasileiros e representantes da Receita Federal.

Segundo a presidente da Câmara de Empresas Maquiladoras do Paraguai (CEMAP), Carina Daher, os dois países adotarão um Plano de Ação para acelerar este processo. A ideia é copiar os acordos que o Brasil já mantém com Argentina e Uruguai.

O Brasil deseja aplicar a tarifa que corresponde e como não há um acordo automobilístico, pagar 16% dessa taxa. A medida é totalmente válida, reconhecem os paraguaios, mas coloca em risco 12 mil empregos. “As fábricas localizadas na fronteira seguem trabalhando, mas a exportação nas aduanas, está parada”, afirmou Daher.

“Quando assumimos o governo no ano passado, o Brasil estava em eleições e não tínhamos com quem tratar do assunto. Preparamos um rascunho de um acordo base e enviamos à chancelaria brasileira. Hoje, temos dois cursos de ação, uma imediata com o nosso embaixador, e outro de médio prazo”, explicou a ministra de Indústria e Comércio, Liz Cramer.

Já o ministro de Relações Exteriores, Luis Alberto Castiglioni, informou que o Paraguai solicitou ao Brasil manter o atual regime de exportação de autopeças, sem tarifas, entre 60 e 90 dias, até que seja alcançado um acordo para o setor.

O Embaixador do Paraguai no Brasil, Hugo Saguier, reuniu-se também com o chanceler Ernesto Araújo, nesta quinta-feira, 4. “Ele recebeu muito bem a nossa proposta de negociação, que era um pouco o sinal que o Brasil esperava para trabalhar a questão com a Receita Federal”, destacou.