Brasília, 20 de outubro de 2019 - 19h39
Bolívia e Peru terão cúpula sobre o Corredor Ferroviário Bioceanico

Bolívia e Peru terão cúpula sobre o Corredor Ferroviário Bioceanico

05 de junho de 2019 - 08:49:14
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – No final deste mês, os presidentes da Bolívia, Evo Morales, e do Peru, Martin Vizcarra, se reunirão em Ilo, na costa pacífica peruana, para avaliar os avanços do projeto do Corredor Ferroviário Bioceanico de Integração (CFBI). A informação é do próprio presidente boliviano que, nesta terça-feira, assinou um memorando de integração energética com o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja.

Morales convidou o governador brasileiro para participar do encontro. Para a Bolívia, a participação do Brasil neste projeto é fundamental. Trata-se de uma obra que, viabilizada, beneficiará Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai, Peru e Uruguai.

A construção do Corredor Ferroviário Bioceanico de Integração irá ligar o Porto de Santos, no Brasil, com o de Ilo, no Peru, cortando o território amazônico boliviano. Alemanha, Suíça e Espanha já manifestaram interesse em participar dos investimentos, mas a grande aposta é a China. A obra já é chamada de “o Canal do Panamá do Século 21”.

O projeto inclui Argentina, Paraguai e Uruguai, vinculados pela hidrovia Paraná – Paraguai.

Alcançar o Pacífico é uma antiga aspiração brasileira. No entanto, os custos da obra podem ser um impeditivo importante. Outro projeto, que inclui o Chile, seria mais factível e aproveitaria a hidrovia Paraná – Paraguai em grande parte do trajeto até Antofagasta, no pacífico chileno.